quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Eu tenho medo!

Heeey fis~
 Hoje é quinta-feira, dia 30 de Outubro, mas provavelmente, esta postagem só vá ao ar amanhã, por motivos de que eu já postei bastante hoje ;). Eu resolvi postar mais um dos meus textos. Espero que gostem, vamos lá?
 "Tenho medo... Tenho medo do incerto. De ser esquecida. Tenho medo de escrever tanto, e for em vão. Tenho medo que minhas crenças sejam mentira. E não são medos bobos. Não para mim.
  Eu sinto tanto medo, que não consigo respirar, e nem mesmo me mover tranquilamente.
  Tenho medo de ser a última a morrer. Tenho medo de ficar sozinha. Tenho medo de lutar, e morrer, e tudo pelo que eu lutei seja esquecido, ignorado, deletado, deixado de lado. 
  Ás vezes, tenho tanto medo, que não me permito sair de casa. Fico com medo de minha própria sombra, e me desespero.
  E, por Deus, eu não consigo respirar! Parece que meu corpo trava, só em pensar em tais medos.
  Tenho medo de sentir medo.
  Ás vezes, tenho medo até de sonhar. Pois sei que geralmente, nenhum sonho meu se realiza ou dá certo. E assim, não renovo minhas perspectivas e desejos. 
  Posso parecer tola, mas tenho muito medo. Sinto tanto medo, que parece que vivo diariamente em um pesadelo. Sinto tanto medo quanto uma criança, com medo do escuro em dia de tempestade. Mas eu não tenho mais meus pais para me protegerem. Eles dorme no quarto ao lado, mas não posso correr para a cama deles. Não sou mais uma criança. Mas continuo com medo do que se esconde no meu quarto, à noite. E não estou falando do bicho-papão. Fala de mim, que me escondo em cada sombra. Eu tenho medo do que sou.
  E estou cansada disso. Sinto que tenho que fugir o tempo todo. Fugir de algo que sempre está comigo. Eu mesma.
  Eu não aguento mais correr."

Nenhum comentário:

Postar um comentário