quinta-feira, 18 de junho de 2015

5 vantagens de uma guarda-roupa minimalista por Gabi Barbosa

HELLOOOOOOO CHERRIES! I'M BACK!!!!
Como vocês estão bebês? Eu sei, sumi de novo, né? Pois é. Mas voltei. Não sei por quanto tempo mas voltei. Já que faz tempo que eu não ando por aqui, queria mandar um beijo para a linda da Nicki, que sempre que pode conversa comigo por whats. Quem quiser me add no whats é (55) 54 9221-8634. 
Enfim, acho que você já ouviram falar sobre guarda-roupa minimalista. Porém pra quem não ouviu, ou quer entender melhor, aqui tem um post que explica tudo direitinho. E eu, linda, maravilhosa, vim trazer um post, desse mesmo blog do link, que cita 5 vantagens de um guarda-roupa minimalista. Vamos ver?


1. Rapidez na hora de escolher uma roupa:
giphy
30 segundos. Esse é o tempo máximo que gasto para escolher a roupa que vou usar no dia seguinte. Costumo fazer na noite anterior, separando as peças já prontas para eu só vestir e sair de casa. Além da escolha ser super rápida, eu ainda não me arrependi de nenhuma roupa que coloquei. Quando meu armário era cheio de coisa, eu até conseguia escolher uma composição rapidamente, mas assim que saía de casa, já me arrependia de ter colocado aquele sapato, ou aquele casaco.

2. Ânimo para arrumar:
gossip-girl
Montar várias composições com um número limitado de peças, pela lógica, deveria me deixar desanimada. Mas a verdade é que eu fico mais empolgada, porque estou escolhendo peças que eu adoro usar com uma pitada de criatividade. “Ainda não combinei essa bota de cano curto com a saia midi, será que fica legal?” – e sim, fica, por mais que ~regras da moda~ teimem em dizer que baixinha não pode usar bota de cano curto e saia midi. É muito gratificante poder brincar de se vestir. Assim como a Thais falou, você consegue viver com poucas peças se elas forem as escolhas certas!

3. Autoestima lá em cima:
miranda
Uma consequência direta do item acima, usar roupas que eu amo e me sinto bem nelas aumenta – e muito – a minha autoestima. Imagino que com vocês também seja assim. Estou aprendendo todos os dias que menos é mais, e isso tem influenciado no meu estilo. Antes, se eu saísse sem um acessório, me sentia super sem graça. Hoje, comecei a valorizar mais a mim mesma e menos as coisas que uso. Não sei se isso soa certo para vocês, mas, para mim, representa liberdade. Vou falar mais sobre ela no último item.

4. Conhecimento do próprio estilo:
orange
Meu estilo era uma bagunça. Eu achava que gostava de certas coisas até descobrir que não têm nada a ver comigo. E eu realmente queria me vestir como minhas inspirações de estilo e nunca conseguia, porque não tinha nada do que elas usavam no armário. Esse processo de eliminar aquilo que não me representa e não funciona no meu cotidiano foi esclarecedor. O planner me ajudou muuuito nesse quesito, ainda mais na escolha das cores. Agora consigo ter bem claro na minha cabeça o tipo de peça que dá certo e não dá certo para a minha vida. Não adianta comprar um sapato de salto se eu nunca vou usá-lo.

5. Liberdade:
roupa
Liberdade de ser quem eu sou, sem usar as roupas como uma muleta. “Um dia vou usar essa blusa, porque ela é linda e eu deveria usá-la para ficar mais bonita”. Esse verbo, o tal do dever, é uma praga. Incute várias obrigações na nossa cabeça que não precisam estar ali. Não usa a tal blusa? Ela não se encaixa na sua vida? Então tchau, sem drama. Eu me sinto mais no controle agora, por mais engraçado que isso possa soar. E, se eu tiver que escolher só 10 peças para viver a minha vida inteira num mochilão hipotético (alô, universo, fica a dica), não vai doer tanto. Hoje tenho mais noção do que realmente vale a pena ficar.
separador-1
Eu já aderi o guarda-roupa minimalista. Tirei hoje de manhã todas as minhas roupas do armário e depois só recoloquei as que eu realmente irei usar. No total deu as 37 peças *u*. E aí, gostaram?

2 comentários:

  1. Princeeesa *-* Adoro tu ♥
    {1} Eu precisava de umas dicas assim, até porque eu demoro muito tempo pra me vestir e escolher roupas, na verdade demoro mais tempo para tomar banho do que me vestir aushauhs- Ai tu já vê que antes de sair eu preciso me arrumar umas 3h antes KKKK- {2} Super apoio, como eu não sou muito boa em combinar as coisas (quando não uso vestido), sempre pergunto aos meus pais ou a minhas amigas! Vou começar a te perguntar Eri, posso né?! {3} Comigo é tipo assim também, eu não consigo sair de casa sem usar brinco, pulseira delicada e discreta e até uma correntinha simples, não consigo de verdade, mesmo que na faculdade não seja permitido usar no laboratório, eu saiu de casa com elas e tiro quando vou ao laboratório... {4} Adorei a quarta, porque é a razão de tudo kkk, uma vez fui a um aniversário de salto 15 e eu acabei de lascar meu pé e meus joelhos... porque eu não sabia andar de salto, eu não caí nem tropecei mas eu estava gritando de dor e agonia por dentro até uma amiga minha chegar e dizer que tinha uma rasteirinha na bolsa dela *u* , mas depois desse dia eu nunca mais coloquei um salto nos meus pés {5} Toda razão, usar tantas coisas sem necessidade é materialismo e modismo, talvez, usar o que gosta e o que se sente bem... é a melhor sensação mesmo!!
    Eu vou aderir com toda certeza, seria bem mais fácil viver assim *u* Adorei as dicas amoreca <3 Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Principaaaa <3 askjdhak amo tu ♥
      {1} Lerda u-u {2} Claaaro que pode, né amiga é pra isso hahaha
      {3} Sem comments. {4} Razão da vida, né kapspka. Eu amo salto, mas nunca uso pois já sou alta por natureza. {5} Materialismo e modismo são necessários só em algumas situações, né por que sempre é bom ter uma inspiração e alguma coisinha a mais, né?
      Adere aí, fica diva e me manda foto do looks por wpp, ok?
      Beijões <3

      Excluir