11 de jun de 2017

Um caminho de flores

 Te conheci em um caminho de flores, uma trilha colorida, cheia de sentidos e felicidades. Parecia que não haveriam problemas alguns em nosso curso, porém, eu deveria saber, depois da primavera, o inverno vem, as flores secam, e os espinhos ficam. 
 Eu te conheci, e me senti a pessoa mais feliz desse universo inteirinho, até eu cair de cara no concreto, porque você soltou minha mão. Eu sabia, poderia acontecer isso desde o começo, mas, eu esperava tanto de você. Achava que seria diferente, que você seria meu super herói, e meu porto seguro quando o inverno chegasse. para que o frio não congelasse minhas flores, afinal eu sou aquela que floreia até onde não há mais esperanças. E eu floreei, floreei nossa história que mais parecia uma história de terror. 
 Eu sei, não era o que você queria. O que você queria, de verdade, era um romance estilo tempestade de verão, mas eu queria tranquilidade, eu queria segurar na mão e sentir segurança e nada mais. Nada de não saber o que vem a seguir, nada de ficar em cima do muro. Sem inseguranças. Eu te amava tanto, e você só soube gostar. Gostar do que eu falava, gostar do meu jeito, gostar da minha companhia, mas nunca me amar
 Então, eu deixei murchar. De tanto regar, te afoguei com meu amor, e você foi embora, cansado de mim, cansado da nossa trilha. E para falar a verdade... Eu também estava cansada de você. Cansada de tanto regar, regar, e nunca crescer. Nunca aparecerem mais flores, eram sempre as mesmas, e cada vez mais sem cor. Então, foi melhor assim. Vamos deixar esse caminho de flores para outros amores, aqueles que vão dar certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário